novembro 09, 2006

SAUDADE



Tenho saudade
da longevidade
de minha meninice,
da rotação
do pião,
que dançava
aos olhos vivos
de minha boneca
cor de ébano.
Do calção rasgado
no pulo do arame,
dos folhos brancos
de meu bibe cinza,
da mão quente
de minha avó,
das histórias de iran
de minha ama,
e até de cobras
entre os ramos
das dálias e lírios
e o tronco jocoso
da pitangueira.
Repasso
cá dentro,
cada minuto
sentada á sombra
da mangueira,
e recupero o gosto
de cada fruto
devoradode manhã!
Tenho saudade
de minha pequenez,
de minha inocência,
de minha credulidade,
de minha bondade...
daquilo que vivi,
e daquilo que quero viver...
Tenho saudade
sobretudo,
de mim !
Vera de Deus - 1999

5 comentários:

carla disse...

Vera fiquei com vontade de ler mais.Lembrou-me, de certa forma, a minha infancia. Nostalgia boa...

Anónimo disse...

muito bem vera!!

Anónimo disse...

AMEI AMIGA!

Elias Andrade disse...

Bonito Poema. Gostei imenso!!

Elias Andrade disse...

Gostei imenso. Lindo poema!!